quarta-feira, 1 de julho de 2020

terça-feira, 16 de junho de 2020

des ato escrevendo ....

ESCREVO PORQUE
PRECISO
ESCREVO PARA TIRAR O EXCEDIDO
EM MIM
DE MIM
DEPOSTO NOS TEMPOS DE AGORA
SAO
TANTOS IMPRESSIONADOS E IMPRESSIONANTES RELATOS
FICO ZONZA E MUITO TONTA
EMOÇÕES VAZANTES E AVASSALADORAS


MEU PEQUENO CORPO DE GENTE IMPLODE


MEU PEQUENO CORPO DE GENTE IMPLODE
DENTRO LAGRIMAS PULAM
CONTRAÇÕES ESTOMACAIS URRAM
OLHOS TRANSOLHADOS 
TUDO
TUDO
EM MIM IMPLODE
ENTÃO
ESCREVO
DEPOIS VARRO
DEPOIS GRITO
E GRITANDO
CHORO UM CANTO DE LAMENTO
SOFREGUIDÃO
INMAGINAVEL É O ESTUPOR
VIVO
ESTOU ATRAVESSADA POR LANÇAS INDESCRITÍVEIS
(SÃO JORGE ESTA COMIGO MONTADO EM SEU CAVALO GUERREIRO)
DESEJO A ILUSÃO
MAS BEM SEI QUE O ACIDO DESTAS LANÇAS SÃO REAIS
UM REAL SECO, DURO, POBRE
NESSES DIAS DEPOIS DE VARRER GRITAR CANTAR
DEPOIS DO SOL, INOCENTE SOL
NEM IMAGINA O MUNDO DESSES PERDIDOS NOS
EU DANÇO
AGRADEÇO
MINHA COMPANHIA , MEUS DOIS CÃES  AO PE DA CAMA
CONFIAM
ME FAZEM DORMIR
SONHAR
AMANHECER

Julho tem Vivência Pratica do Sensível + Encontro Pratico ≠virtualidadescamposdoREAL


A programação virtual do Atelier Dudude 2020
continua pois não podemos cessar os Encontros nem os Movimentos, ainda mais nesse ano que o ATELIER DUDUDE completa 10 ANOS DE REALIZAÇÕES CONTINUADAS , trazendo gente de lá , daqui , envolvendo e fortalecendo nossa comunidade sensível

JULHO
11 
Vivencia Prática do Sensível sábado as 10hs seguida de conversas via Zoom
15 a 18 
ENCONTRO PRÁTICO - ESTUDOS DA IMPROVISAÇÃO - CRIAÇÃO EM MODOS SINGULAR - #modovirtual

Acesse o formulário de inscrição e confira a programação: https://forms.gle/V2p3vDNDfGUcEkcH8
Vagas limitadas.
#dudude #dançacontemporanea #improvisacaoemdança #atelierdudude#fiqueemcasa

quinta-feira, 4 de junho de 2020

( )



Nesses tempos estranhos onde precisamos ficar cada qual em sua casa, devido a esta virulência pandêmica , planetária, que tem no Humano desses tempos seu alvo, tenho lido muitos livros ao mesmo tempo agora.
Os livros ficam sobre a mesa, me olham e ficam a disposição, eles se mostram disponíveis, e assim posso abri-los a hora, momento que for
qualquer hora...
lá, nos livros estão as histórias, os escritos, os desejos, as opiniões, as impressões e tudo o mais
Ao mesmo tempo que fico feliz também fico um tanto o quanto ansiosa para comê-los
tenho uma F O M E de ler, de ter com cada um, e ter também cada um bem perto de mim
realmente me sinto acompanhada
As vezes me apaixono perdidamente pelo livro e não quero chegar na última página.
as vezes quero mesmo é discutir com as palavras
na maioria das vezes me assombro com esta fome que advém da palavra escrita, tantas dobras, tantos infinitos
Nesses tempos estranhos os livros me dão suporte, me colocam em mim
tenho ganas de ler os livros do mundo
saber dos saberes
entender como o código da escrita desvela a potência da vida
ao mesmo tempo que os livros me trazem esta felicidade comum, do lado de fora de minha casa
vem muita tristeza
Hoje principalmente hoje meu coração doí
enquanto escrevo aqui, muitas pessoas morrem, desencarnam pelo covid
morrem antes do que se previa desaparecer
morrem, as vezes um alguém que eu conhecia vai
assim vai
penso e choro, pelos que ficaram sem ao menos poder dizer: vai com Deus
Eu moro em um país tão lindo e imensamente triste e malcuidado
Eu moro em um país que poderia ter sido, neste momento forte e belo
mas isso não está acontecendo pelo contrário
minha lagrima molha o papel que escrevo
interrompo
estamos vertiginosamente em queda
sem nenhum amparo
fomos caídos
pela maldade, egoísmo, covardia, brutalidade e pela ignorância de alguns homens e mulheres
hoje nesses tempos estranhos e tristes sinto uma dor em meu pequeno coração de mulher
sinto imensamente

sem nome



o menino pequeno olha o cachorro
e o chama: au au esticando o pequeno braço de menino pequeno
o cachorro gosta do menino e vai para perto dele
o menino pequeno faz carinho com sua mão pequena, mãozinha
eu vejo uma felicidade no menino
o cachorro se deixa acarinhar, balança o rabo
em mim um pensamento sobre nossa raça me avisa
em que tempo perdemos isso?


aonde viramos monstros?

JUNHO Vivencia Pratica do Sensível- maiores informações entre em contato via Zap ou mail

Realidades Contemporanes

Com prazer convido você para esta Live com Mirella França e eu

sexta-feira, 29 de maio de 2020

v i v e r




v i v e r
uma ação difícil
v i v e r
o tempo suspende para
se ter
se ver
se deixar
a beleza visita nos entre atos
nas insignificâncias
estar sendo

acontecer em varios formatos

mínimos
agigantados
alargados

mesmo em forma de girino
v i v e r
nas incongruências
nas dobras dococriando entre as fisuras de realidades embaçadas

não se afligir com as ameaças vis
não se corromper pelo medo

V I V E R
nos exige coragem

não se deixar assombrar pelos fantasmas de outrem

não se abater pelo covardia de muitos

a vida segue com os dias
a simplicidade permanece

V I V E R

vem aí a Vivência Prática do Sensível de JUNHO!!!

domingo, 24 de maio de 2020

vem vai vem e



estava já há um tempo sentada
olhava e escutava aonde escolhera, assim distraidamente para sentar
escolheu ali, sim ali no pequeno jardim que ia se transformando dia a dia dentro de seu tempo
gostava daquele lugar
um pequeno jardim de muitos dizeres
se olhava para lá avistava montanhas
se olhava mais curto via o antigo galinheiro vazio, fechado, sem galinhas , sem o galo Robertinho
a história do fim deste lugarzinho para as saudosas galinhas teve um triste fim
as galinhas ela as devolveu para a senhorinha que as havia lhe dado
E o galo Robertinho, ninguém o queria
Robertinho ficou um tempo, triste, solitário, perdeu a raZão de viver
sozinho no galinheiro, antes era Rei reinava com suas senhoras galinhas
Ela, sentada, lembra da triste história e do triste fim de Robertinho
Foram alguns longos e tristes dias, até que o destino de Robertinho se deu
ele foi embora
Um homem simples o levou para ser servido de prato principal
Olhou para o outro lado
e assim o pequeno jardim se apresentou
todos temos e teremos histórias tristes e felizes, guardaremos coisas das mais variadas em nossos corações e algumas poucas levaremos em nossa bagagem de mala vazia
é assim
dias passam como boas roupas passadas e outras ficam amarrotadas
porque assim deve ser

o andar da vida se encarrega de derreter coisas amarrotadas. mal resolvidas que por não conseguir ir até o fim deixamos
será
talvez o fim era mesmo sem final

é assim
vem vai vai vai vai
vem
até que o justo momento chega

Às voltas com o Dançar - Programa HARMONIA [Rede Minas]

Disyquilíbrio (2008)

Encontro prático com Cristiane Paoli Quito - Atelier DUDUDE

| Solos do Lugar Atelier Dudude_ Tica Lemos . Dudude, Chris Cavalcante Luiz Naveda

Oficina de improvisação e música no Festival de Inverno da UFMG 2018

O Armário (1999) Benvinda Cia de Dança

Tanque (2003)Colaboração entre Marco Paulo Rolla e Dudude

Barrocando (2000)

quarta-feira, 13 de maio de 2020

Lojinha da Dudude livros, cadernos, canecas e Vassoura -ready made por Dudude

Caderno de Notações - a poética do movimento no espaço de fora 120reais
Ela sentou na cadeira 30reais
Revista Ideias de Imagem §40 


sábado, 2 de maio de 2020

ainda......

andou por terras transparentes com seus pés de vento
enfim em meio a um deserto caótico nomeado de Mundo das Humanidades
deixou seu corpo carne matéria desabar na areia incandescente
silica era este o mundo do começo
aonde estava?
Não havia nem passado e muito menos memória de futuro
como assim?
enquanto sentado estava ficou
o céu era tomado por cores dilacerantes, alguns fachos de luz rasgavam aquele dito céu
seus pés continuavam a ventar
as terras antes transparentes foram tornando e torneando desenho de um talvez possível retroceder
não sabia ao certo se era ilusão pictória ou simplesmente uma visão ácida do real
estava em sonho?
estava em uma viagem transcendental?
não sabia, mas também não se importou em decifrar o código
sim o código estava impresso em sua primeira pele
atravessava uma camada tênue de um presente umbroso
os fachos de luz eram sim almas desencarnando átomos de pura energia
entendeu
estava em um entre espaço dissonante de uma realidade onde só grandes olhos conseguiam ver e ao mesmo tempo desver o inaudito
porque estava ali?
também nao sabia
mas vivia intensamente aquele lugar nenhum, nenhum lugar
como assim?
resolveu então diminuir sua potência de existir para olhar o perto, o próximo, o ínfimo tamanho de si na existência de mundo
de seus olhos correram rios de dor e sofrimento
porque isso estava a acontecer?
seu coração diante a esta indagação endureceu, cristalizou
naquele momento seu corpo materializou seus pés antes ventos, pousaram na areia quente do deserto chamado humanidade
descobriu que era mais um um Humano demasiado humano
viu e sentiu a dor dilacerante do não futuro de um presente já há muito previsto na imprevisibilidade confirmada de Adão no paraíso terrestre
então precisou de muitas noites e dias de chuvas e temporais gástricos e nauseantes
perambulou por terras passadas, por guerras insanas, por terras inférteis
andou com seu vazio, com seu silêncio e com sua solidão para enfim materializado carne gente humana bradar aos quatro cantos da realidade
eu sou um ser nascido desta terra munido com as armas do coração, sei que vim para fazer deste mundo lugar onde o amor de ROMA precisara ser cultivado ad sempre
estive em um deslugar medonho com almas dilaceradas e perdidas no ódio, no ressentimento, na inveja, no egoísmo
sinto muito e estou para guerrear com as armas que nascem do coração
sua voz ecoou por toda a linha lisa planetária usou das forças planetárias
Foi necessario muitos vendavais, furacões, tempestades, incêndios incessantes para atingir o coração de cada ser humano
foi ardente e ainda é para que cada centelha de luz pudesse tocar os corpos nascidos gente daquele mundo imensamente triste e alienado
ainda continua sua peregrinação na insistência pela luz
clarividência
ainda....

Maio Vivência Pratica do Sensível em modo virtual ≠fiqueemcasa ≠dancemovaemsuacasa

Para maiores informações, deixe uma mensagem ou entre na pagina do Facebook Atelier Dudude e participe desta Vivência
Seja bem Vindoa

quarta-feira, 22 de abril de 2020

MAIO 16 SABADO VIVÊNCIA PRATICA DO SENSÍVEL MODO VIRTUAL≠fiqueemcasa


mapa de alguém≠fiqueemcasa se você pode≠fiqueemcasa

Hoje
antes de sair
capa de chuva, lenço na cabeça, óculos grande na cara, mascara, calça comprida, bota,
alcool
lavo as mãos depois de ter lavado toda a louça do café, lavo 1 mais 2 mais três
saio....
de carro

missão ir a cidade
chego
passo alcool

1 deposito comprar tijolos
chego
passo alcool
entro no deposito passo alcool
entro no carro passo alcool
2 mercadinho
chego
passo alcool
entro no mercadinho passo alcool
entro no carro passo alcool
comprar velas para iluminar a alma
3 ir em outro deposito procurar torneira, não encontro a bendita torneira
chego
passo alcool
entro no depósito passo alcool
entro no carro passo alcool
4 passo na marmoraria para comprar uma pedra barata para tampar a caixa de passagem , a antiga quebrou
chego
passo alcool
entro no depósito passo alcool
entro no carro passo alcool
Pego meu carro e vou em um outro bairro, nessa altura minhas mãos estão hiper super alcoodificadas mas continuo a passar
5 passo no posto para abastecer
so passo alcool depois de usar a maquininha
6 passo em uma loja para comprar um produto para a horta
chego
passo alcool
entro na loja passo alcool
entro no carro passo alcool
7 sigo em direção para um outro Deposito de material ver se encontro a bendita e urgente Torneira
Encontro, um pouco e bem mais cara, compro
chego
passo alcool
entro na loja passo alcool
entro no carro passo alcool
8 vou ao supermercado comprar um item que não encontrei no mercadinho
chego
passo alcool
entro no supermercado passo alcool
entro no carro passo alcool
9 passo em um Banco, preciso fazer um deposito urgente e na minha condição de pessoa ainda não tenho internet Bank
chego
passo alcool
entro no banco, limpo o teclado com alcool
passo alcool
entro no carro passo alcool
Encerrei as necessidades, entro no carro, estou exausta e apreensiva
Fiz o que  consegui, limpando, de mascara e enquanto isso vi meu povo brasileiro, a maioria usando mascaras no pescoço, na mão , no bolso
estamos assistindo os anos de descuido do povo brasileiro, a menor valia, a pobreza, a falta de noção por pura falta de uma família que cuida, uma escola que educa, uma cultura  e arte desassistida, portanto precariedades por toda parte
meu coração está doendo, sofrendo por assistir nossa condição resultados de anos de *promessas* de depois faremos, delegando sempre para o outro, e culpando outros
Tenho rezado para aqueles que estão na linha de frente, desejando coragem, saúde, todos os dias tenho chorado com uma dor latente por todos que estão a perder seus entes amados, pelos médicos, enfermeiros, assistentes, por todos da equipe hospitalar, pelos caminhoneiros, por todos, todos infinitos todos
Aonde anda a responsabilidade comum?
enfim depois desta via crucis
chego em casa
antes de entrar
tiro minha roupa toda
meu sapato
coloco minhas roupas em agua e sabão
deixo meu sapato no sol
lavo as mãos
entro em casa
vou para o banheiro tomo banho
oxigênio oxigênio oxigênio
agua rio mar
arvore floresta
saúde



The Diary of a Quarantined Artist

segunda-feira, 20 de abril de 2020

Impressões sobre a Vivência em modo virtual Abril 2020

Sábado, dia 18 de Abril realizei a Vivência Prática do Sensível, usando da mídia Virtual para que cada participante experimentasse em sua casa, lugar espaço. Foi uma emoção, estar junto via  corações. Tendo como impulso imagens da natureza em si, aonde mora o Atelier, em Casa Branca-Brumadinho MG BRASIL
Em Maio farei outra, agora com o tempo mais largo
adaptações reinvenções produções para nutrir nossa casa corpo alma espirito
Dance sempre que puder!!

o que faço, não sei muito bem

Nesse instante antes do sono, vivo a inteireza de algumas varias muitas coisas inexatas que sussurram em minhas orelhas que abanam coisas initeligíveis como o porvir de um possível alvorecer depois que fechar meus olhos
talvez entrarei em um sonho anunciador, em um sonho ameaçador, em um sonho aventureiro onde poderei sobrevoar campos, ou cidades mortas, ou eu mesmo em estado de morte, desaparecendo em uma frequência mínima e vivendo uma transformação de corpo carne para corpo etereo
as vezes o medo me visita , logo depois respiro e olho para o infinito dos céus
os aviões por aqui sumiram
o silêncio já se acostumou consigo mesmo
aonde poderei estar agora?
em mim
assim sigo
tento produzir nutrientes pelo mover, gerar leveza, olhar a borboleta em seu voo pueril
contemplar a vida natural
fazer minhas ações filosóficas
varro a casa, o quintal
limpo o quarto, a sala
cozinho uma comida que eu mesmo como
converso com todas e todos que estão aqui comigo
a mesa, a panela, a janela
passo roupas lavadas por mim
dobro -as com esmero e cuidado
lembro de meus filhos, amigos, colegas, irmãos
lembro de mim vivendo
lembro de muitos ontens
desejo amanhãs
choro ao assistir as evidências do fim
sinto a dor aguda e desamparada dos que perderam seus amados
estou em um momento de preparação
Pode sim, talvez, ser escolhida
aonde guardo a minha talvez dor futura
Fico estatelada de frente para a porta, o jardim , a flor
perene
sim
perene
enquanto estou, decido
viverei
dançarei
varrerei
inventarei
desejarei abraços apertados em todos
gargalharei
contemplarei as coisas simples
Coloque uma flor em um vaso
acenda uma vela
perdoe você pelos maus jeitos vivido até antes
agora deitada em minha cama com lençóis lavados e passados por mim
agradeço tanto
lavo as mãos
tomo banho
limpo a casa
agora deitada em minha cama
fecho os olhos, aceito dormir, quero sonhar
trabalhar em outra intensidade
desejo tanto que a humanidade acorde e o coração planetário desabroche
quero um lugar onde cada um de nós humanos bípedes estejam despertos
quero muito mesmo
boa noite, bons sonhos
que amanhã seja realmente um dia melhor

sexta-feira, 27 de março de 2020

considerações sobre Improvisação in real time



Tenho estado em prática da Composição em tempo real já faz algum tempo
e esta linguagem me  traz uma gama de outras questões, quando estamos em  treino , prática desvelando mais mais coisas , por estar atada aos modos de existir na vida e na arte
Tenho estado em colaboração com Katie Duck, uma artista que pesquisa arduamente a improvisação, e o ser no mundo, Katie já esteve em meu Atelier diversas vezes e seu trabalho impacta e encanta muitos artistas interessados nesse modo de compor

Uma das questões pontuais é:
qual a minha relação com o publico?
que se afina com:
o que estou fazendo aqui?

o publico vem para ajudar você, vem para lembrar você
você não deve fazer julgamentos
você liberta a audiência também para que ela não julgue, mas esteja viva e presente
o espaço vive

a audiência ouve, sua audição é distinta de cada um dos que ali estão compondo
ouvir não é a mesma coisa de escutar

olhar é ilimitado

ouvir é ilimitado também

ouço e meço
Você visualiza e escuta e então mede e aí você reconhece como audição
sentidos atuando em conjunto
assistir e olhar pode satisfazer o "raso" de uma audiência

a perseguição é talvez trabalhar com esferas de freqüência, intensidade, ondas para que você consiga estar assim intensamente conectada e pertencida ao espaço
fazer escutar, ouvir, ver trazendo o VOLUME
dando a condição para que escavemos o tempo "já" como um espaço infinito possível
Listen
Listen

podemos quando estamos na preparação e aquecimento do acontecimento em si
descansar na primeira camada
escutar as estratégias necessárias para ativação da composição em sua potência

Deep eye, ou olhar profundo tem esta relação interna com o ouvir o espaço
ouvir o acontecimento
e detalhes fazem a diferença, "eles" viram os assuntos, as pistas, os gatilhos para um talvez "composição em tempo real"

o que é seguir a música?

tudo é uma questão de escolha

deep eye é como música
ouvidos sentem
olhos sentem
assim pode ser talvez que você leia
o ver te faz explodir em celebrações neuronais
o olhar profundo demanda AMOR, talvez isso possa assustar

pausa/ fluxo ações essenciais para o dançar

caso você fique preso em um determinado lugar, o humor pode ser uma saída

seja sempre cuidadoso, tenha diplomacia na arte, com arte

 não existe votação e muito menos governo neste espaço do acontecimento

1 questão
corpo mental
2 outra questão
simplicidade

seu corpo será sempre seu corpo

não seria uma boa estratégia sair com o tempo pré programado
previsibilidades

a sensação de primeira vez é uma boa estratégia, ter um interesse constante em seu material
escancarar
compartilhar
suas questões, suas duvidas, suas escolhas
vulnerabilidades

No ato presente do acontecimento a audiência e os improvisadores estão vivos cada qual em seu fazer girar o tempo e sendo verdadeiramente ação do AGORA, porque simplesmente o tempo não anda para trás
este acontecer precisa acontecer togheter dentro da vida!

CORAGEM para existir, fazer, fracassar, expor
e assim seguir
the time is passing....

deep eye

deep eye

olhar profundo direto no profundo dos olhos de outrem
sem desvio, sem vergonha
ativados os olhos olham na densidade real os olhos do outro

ouvidos sentem
olhos sentem
pele avisa e sente tão profundamente
ela está no entre
entre o corpo de dentro para o espaço de fora

como um caderno encapado
gosto disso profundamente

meus cachorros me olham assim
e assim conversamos

não existe mentira , só integridade e verdade deste instante

deep eye

como criança que olha

abrir o tempo para escavar a possibilidade

quanto tempo durou instante?

este tempo desaparece , resta o instante,
secular, longo e intenso

isso é sim uma experiência
gatilhos para a conexão na vida

se você olha o tempo fica preso no olho
só olhar  ou ver, ou dar uma olhadela pode gerar julgamentos

olhar em modo deep eye traz profundidade

trabalhar com seus olhos para chamar os olhos do  espaço

atuando em intensidades diversas
movo vendo
movo olhando
movo assistindo

e não posso e nem quero fixar as coisas no tempo

o tempo passa, desliza

o deep eye estanca instantes siderais enquanto o tempo passa....



quinta-feira, 26 de março de 2020

like

Hoje
dia amanhece
um céu simplesmente lindo
colocou como de sempre a mesa para o café 
da mesa devidamente posta 
ouvia
cachorros latindo
passarinhos cantando
da janela da cozinha , via o verde e a luz da manhã

sentada pensava em sua vida, em seus amigos, filhos, família, em seu trabalho
sentia um amor raro por estar vivendo 
sentia uma coisa que não conseguia explicar
sentia

sentia também uma sensação de não estar existindo


sentia o presente somente
olhou para as coisas
mesa, xícara de café, pão, que seu filho havia feito com carinho e dedicação
estava tudo ali
tudo ali exatamente ali, parado, ela se movia, os cachorros , passarinhos, formigas, borboletas  todos moviam
Uma coisa estranha , todos moviam juntos
existiam juntos

Nunca tinha prestado atenção nisso. Sua mente seu corpo faziam juntos as ações, sem pressa, sem nenhum compromisso e hora marcada apenas seguir as horas  

o mundo suspenso
o silêncio avisando das notícias
olhou de verdade para os cachorros  
viviam assim, vivendo dentro do tempo sem pensar ou se preocupar com o antes e o depois
estava justamente assim like a dog, like a tree, like a bird

Este lugar é o lugar onde mora o ATELIER DUDUDE


Viva 10 anos de ações ATELIER DUDUDE ano 2020

nesse ano, cheio de acontecimentos imprevisíveis, o Atelier celebra seus 10 anos de realizações  na arte, com arte, envolvendo muita gente bacana daqui e de lá
nesse presente instante estamos todos em pausa. daqui a pouco, no justo tempo recomeçaremos as ações, contando com a participação de cada um de vocês
Teremos a EDIÇÃO ESPECIAL DO CAFÉ DA TARDE 10 ANOS ATELIER

quarta-feira, 18 de março de 2020

Agenda do Atelier ( a confirmar)

Olá a todo as!

Vamos alinhar nossas datas dentro da incerteza que estamos a passar

A agenda do Atelier estará previamente  susceptível a alterações no aguardo e desejo que esta ONDA VIRAL passe

Para tanto todoas nós estamos fazendo nosso dever de casa , em casa, na casa

Mas almejamos possíveis possibilidades....

ABRIL

DIA 18- sábado - 10  seguida de LIVE as 11hs

VIVÊNCIA PRATICA DO SENSÍVEL Modo virtual



MAIO

DIA 16-sábado-10 inicio 11 live

VIVÊNCIA PRATICA DO SENSÍVEL  MODO VIRTUAL

valor de crise 60 reais

Dias 29 a 31(sexta a Domingo)

ENCONTRO PRATICO INTENSO COM MARCELO EVELIN (PI)

Horários
sexta 14 as 19hs
sábado 14 as 19hs
Domingo 10 as 14hs (almoço incluso)

Valor 420

Publico
estudantes, artistas da cena, diletantes que tem no trabalho da arte um lugar de saber

para estar com o outro, para ter com o outro, para ser o outro, para deixar fazer, para inventar, para fazer arte, para dançar, para mover, para mergulhar em possíveis espaços de potência em arte, da arte, da poesia, da pessoa

Marcelo é artista da cena viva. Seus trabalhos tem corrido o mundo, desenvolve a conexão na arte com corpos de gente tanto do Brasil com de varias partes do mundo. Mora em Teresina-Piauí e Amsterdam- Holanda.  Em 2019 recebeu o HONORIS SABER pela UFPI

Divulgação do Encontro pratico de JULHO com Dudude e Vincent Caciolano( Inglaterra)
e do Cafe da Tarde
programação ADIADA


JUNHO
A CONFIRMAR

DIA 20 sábado- 10 as 12hs
VIVÊNCIA PRATICA DO SENSÍVEL
(caso  a vida esteja entrando em normalidade retornaremos com a prática mais livre no que diz respeito a sermos como somos)
VAGAS 10 PESSOAS
A Vivência acontecerá nos jardins do Atelier


DIA 27 sábado as 16:30
CAFE DA TARDE - Edição especial para celebrar os 10 anos do ATELIER

Conversas auspiciosas, delirantes, deslizantes no por vir de um mundo novo, e reabilitado de consciência prospera.

Convidado Joao Viotti(RJ) abordando o tema o JARDIM, O VERDE, A NATUREZA seus encantos e mistérios regados com um CAFE DA TARDE elaborado entre chás , bolos, pães por Joseane Jorge
simplesmente imperdível
João transita entre espaços da arte, da dança e do Jardim, coreógrafo e jardineiro. Sua contemplação e envolvimento na arte dos Jardins é singular e o entendimento entre dançar e criar e compreender sentidos advindos da natureza muito nos desvela o viver junto

Reservas pelo email producaodudude@gmail.com ou telzap 319 84160452

Divulgação do Encontro Pratico de JULHO com Dudude e Vincent Caciolano( Inglaterra)
Programação ADIADA

JULHO

O Atelier estuda uma maneira de realizar o EPI via online com uma carga horária mais própria as mídias da virtualidade, caso ainda a humanidade esteja em risco

Preparativos e realização do
ENCONTRO PRATICO DE JULHO- ESTUDOS DA IMPROVISAÇÃO
com Dudude e Vincent Caciolano

periodo
de 14 a 18(terça a sábado)

Horário
10 as 17 hs

Publico
estudantes, artistas da cena, diletantes que tem no trabalho da arte um lugar de saber

Agosto a Dezembro solicitamos aguardar
Sabendo que tudo poderá ser alterado
Grato pelo interesse
Seguimos em paz e confiantes que bons ventos soprarão sobre a TERRA, nossa casa amada!

domingo, 1 de março de 2020

Perto do Natal

Perto do NATAL, TUDO FICA DIFERENTE
Proximo do FIM DO ANO, TUDO TEM UM TOM URGENTE
Uma constatação de que o tempo contado se esvai, e de que a vida encurta
As arvores natalinas, são tristes, iluminadas luzinhas, bolinhas, estrelinhas e coisinhas
ninho, recolho, acolho
penso no abraço
no amigo
no irmão
no envelhecer
uma sofrência palpita
faço o doce de minha madrinha Lourdes no natal
afeto, o tempo para, quando faço o doce, faço com o amor dela
amo meus filhos
continuarei mãe até o fim dos meus dias
continuarei fazendo uma vez ao ano o doce de minha madrinha Lourdes
serei sempre Maria de Lourdes
continuarei aprendendo coisas na vida
continuarei destilando amor
continuarei bebendo a preciosa cachaça que me faz ficar doce e me aterra na vida
apenas isso
continuarei .........

simples assim


A terra está molhada

O pé está no chão

A terra é vermelha

O coração pulsa e bate forte ao sentir o pé no chão da terra vermelha e molhada

A terra está molhada e chora de alegria

coloco minha mão na terra molhada e vermelha

a mão está cheia de sementes

ela cava  um buraco, em forma de berço

a mão animada faz vários , muitos buracos

A terra está feliz com os buracos

breve a terra poderá se colorir de coisas belas e coloridas e diferentes, mas irmãs

ela, a terra sabe que serve para ser chão, berço, terra

as sementes se alegram, querem brotar e parecer coisas vivas

as sementes sabem e querem seguir a sina da vida

brotar

virar planta, arvore, flor

cada semente sabe a que veio

talvez ser arbusto

ser pé de fruta

ser arvore de flor

se for uma Arvore irão florir, das flores virarão frutos , dos frutos ...

lá estarão de novo sementes

abundância

bonito de ver

pé e mão no chão, na terra vermelha, molhada

cavam buracos

enchem de grãos, de sementes , de vida

coração alegre pulsa, ele sabe

destino de seguir a roda da vida

simples assim

olhos contemplam a chuva que cai do bendito céu

o pé pisa no chão

a mão cava e planta

os olhos acompanham, olhando tudo

cumprir a sina

bonito

natural

verdejar

verdejar

dia 07 sábado tem VIVÊNCIA Prática do Sensível

aos interessados entrem em contato pelos fones e ou email contidos nesse flyer

as aulas estão em suspensão devido aos motivos que nossa humanidade está a passar...

aos interessados entrem em contato , e fiquem a vontade para aparecerem nesta Quarta as 18:30 

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020

Grupo mais lindo e inesquecível que se formou no EPV Janeiro 2020


NUNCA ESQUECEREMOS!!!


2020 agenda atingida pela pandemia

agenda dudude

ano 2020
bem vindos nesse espaço virtual possivel

JANEIRO
25 A 01 DE FEVEREIRO
Encontro Prático de Verão
Com Dudude e Katie Duck mais um grupo de artistas educadores deste Brasil

FEVEREIRO

01 Encerramento Improvisacioanl do EPV
CASA BRANCA AS 17H
ENTRADA 20 REAIS  com direito a um delicioso caldo

Inscrições abertas para o Lab in vento Modo Residência Artística  onde serão  selecionados por CV + CI 12 jovens artistas entre 20 a 40 anos
Resultado final de Fevereiro

MARÇO

Aulas regulares na Casa Manga e no Primeiro Ato ADIADO
Casamanga
quartas de 18:30 as 20:00
Valor 220
Primeiro Ato
(segundas de 13:30 as 15:00)

Vivência Prática do Sensivel
Atelier Casa Branca
dia 08 de 10 as 12
Valor 120

*AS DATAS REFERENTES AS AÇÕES DE DUDUDE NA EUROPA SERÃO EM BREVE REMARCADAS. devido as notícias de uma PANDEMIA, resolvemos adiar e remarcar para tempos mais tranquilos.

Dudude em Portugal no C.E.M
Lançamento do Livro "Ela sentou na cadeira + conversa
Pratica improvisacional
Workshop

Dudude  em Amsterdam
Workshop
dias 20e21

INICIO DA QUARENTENA COVD19

ABRIL

AULAS REGULARES em BH
Casamata as quartas
Primeiro as segundas
Vita Pilates uma sexta de cada mês

Vivência Prática do Sensível MODO VIRTUAL ≠fiqueemcasa
Atelier Casa Branca
dia 18 sábado de 10 video 11 h conversa live
valor 60


MAIO

MINI ENCONTRO PRATICO com Marcelo Evelin(Teresina/mundo)
Dias 01, 02 e 03 (sexta, sábado e domingo)
Valor 450 ADIADO

Dia 16 Sabado
Vivência Prática do Sensível MODO VIRTUAL ≠fiqueemcasa
inicio 10 vivencia via video 11 h plataforma Zoom
valor 60
#estamos estudando a possibilidade de realizar o EPI de Julho on line com uma carga horária menor
sabendo que nosso futuro está incerto aguardamos!

JUNHO

20 -sabado
Vivência Prática do Sensível MODO VIRTUAL
Valos 60

Dia 27 sábado CAFÉ DA TARDE com João
conversas delirantes, deslizantes sobre o misterio dos jardins, das Florestas, do verde como remanescente de mundo
Pílulas nutritivas
seguindo de HORA DANÇANTE
horario 16:30
VALOR 30,00
Será oferecido um café para degustarmos as coisas boas do viver! ADIADO

JULHO

ENCONTRO PRATICO  DE JULHO
Periodo 14 a 18 (terça a sábado)
valor em estudo

AGOSTO
ainda sem programação com muitos desejos e sonhos a realizar para povoar o Atelier !!!

encerramento Improvisacional do EP de Verão Janeiro 20


venha ventar e inventar no Lab in-vento


LAB IN-VENTO ABRE INSCRIÇÕES para artistas da cena viva!!!


sábado, 11 de janeiro de 2020

Recordações de um tempo recente e muito especial em Paraty

durante esta residência a potência de cada um criou um lugar de possibilidades para com fazer arte vida
Residência preciosa inesquecível. Grata SESC PARATY pela oportunidade

!




a justa hora
todos os dias acontece
nunca é igual
sempre novo
esplêndido
esplendoroso

sinto me



tenho incertezas desde muito
escuto variedades de modos de estar nessa vida justa e ligeira
variedades
duvido de quase todos
muitas das maiorias das vezes me perco
não sei como me portar
não sei muito bem de mim
sou incerta
tento sim tento me encaixar em alguma caixa sem lados
mas existe um alguém dentro de mim que me faz agir, me faz dançar, sorrir , chorar, escrever, gritar  e muitas outras coisas
me espanto
me desconheço
existem muitos modelos para existir neste mundo plano
fujo de todos
não tenho interesse
fico tonta e torto
olho para meus cachorros
eles sabem muito bem quem sou
acalmo
 a confiança e o amor é todo instante, integral, entregue
não há abalos
isso me interessa
vivo no volume incerto do não saber
realmente
sinto
sinto
pressinto
já me basta
assim sigo

mil outras mil coisas



Pensei em coisas
quiz muitas
velozes olhos
desejo urgente
esfomeado
estou em um táxi
o motorista coça a cabeça
penso em mil coisas
aonde estou?
minha cabeça pensa em mil coisas fora do agora
agora estou na rua
ando
estou mas também não estou
penso em mil coisas outras
desejo urgente
borbulhante
saio do Táxi
pago antes de sair
Atravesso a rua
ar seco
minha boca seca
não encontro ninguém na rua
penso outras mil coisas variadas
agora sou eu que dirijo meu carro
deslizo por varios  meus iguais
penso em caminhos possíveis
ao mesmo tempo que outras mil coisas transitam em minha cabeça
Velocidade diáfana
sigo
saio do carro
Movo um pouco
meu trabalho trabalha por mim
realmente hoje, agora
deixo para depois
estou flutuando de mais
são infinitas "n" coisas que me deslocam sem parar
estou aonde me encontro
nesse exato inconstante momento
é o que me basta e resta
a d o r m e ç a u m p o u c o

O que cada um entende por VIVER JUNTO??

desejo fartura abundância e consciência no VIVER JUNTO

JANEIRO M A R R O N dia 25 de Janeiro UM ANO do rompimento da barragem Continuamos ana Luta!!!